Home Perguntas Frequentes Destaques Actualidades Denúncias Mundo Ecologia Vídeos Contatos

Cães são utilizados como iscos vivos na caça aos tubarões nas Ilhas de reunião no Oceeano Indico

Cães abandonados e cães sem-dono, têm sido presos em anzóis e arrastados, atrás de barcos como isco-vivo para tubarões.
Esta práctica cruel, tem tido lugar nas ilhas do arquipélago de Reunião, controladas pela França no oceano Indico.
Um cachorrinho da raça labrador, de 6 meses de idade foi recentemente encontrado vivo com um enorme anzol duplo preso ao focinho e outro preso a uma das patas.
O cachorrinho foi encontrado num penedo da costa e julga-se que se tenha libertado de uma linha de pesca.
Mas outros cães e gatinhos tem sido mutilados e engolidos por tubarões.
Ver vídeo clicando na ligação ao lado (origem do vídeo):
Este escandalo é conhecido desde Agosto de 2005 quando foi dado a conhecer pale imprensa, tendo em Otubro do mesmo ano sido palco de acesa atenção pela imprensa internacional, com destaques em artigos públicados no jornal britãnico "The Sun"e no jornal suéco "Aftonbladet" .
Grupos de defesa dos animais como o RCPCA tomaram a cargo a denúncia deste caso e acabar com esta práctica horrenda.
-Um artigo recente do Jornal local "La Reunion" reconhece que a practica realmente acontece e reportou o recente procsso judicial de um pescador amador naquela ilha sob acusção de crueldade para com os animais associada à actividade descrita da pesca de tubarões usando cães como isco.
O artigo faz notar queo emprego de cães na pesca ao tubarão é práctica de um pequeno grupo de pescadores amadores em vez de ser uma práctica de um grande nímero de pescadores profissionais, adianta que os cães utilizados são de forma geral animais mortos encontrados nas estradas ou abatidos de entre a população de cães vádios e indesejáveis estimada (em cerca de 150.000).
O mesmo artigo adianta também que os animais (supostamente mortos) são atados a armadilhas para tubarões do tipo plataforma-boia em vez de serem arrastados por barcos.
-Se esta práctica é difusa ou apenas limitada a um pequeno número de pescadores que utilizamapenas um pequeno número de vítimas é de facto irrelevante: O facto de acontecer mesmo que fosse apenas a um animal, é já de sí intolerável.
(Para ver o artigo original clique nesta ligação)
-Conhecendo a ganância humana e a demanda por barbatanas de tubarão para o abastecimento de restaurantes em diversas partes do mundo onde aquela "iguaria "é sobejamente apreciada, será contudo pouco provável que um pequeno número de pescadores se socorresse de um pequeno número de animais mortos naturalmente ou em consequência de acidentes.
O mais óbvio é que se valessem de um número de animais intencionalmente mortos para satisfazerem a sua "ganância comercial" o que lhes seria mais económicamente rentável.
Mas a descoberta de um animalvivo com anzóis no focinho e nas patas atesta por uma ainda maior barbaridade....
Falemos agora sobre a pesca do tubarão, ele próprio,ameaçado de extinção devido à sobre caça
Quando nos referímos ao caso anterior que nos causa por certo bastante indignaç cão, não deveremos alhear-nos também de uma outra realidade igualmente indignante que é a própria pesca do tubarão, esse peixe enorme, que começa a estar em via de extinção devido à sobrepesca que alimenta os "caprichos  gulosos de certos" e avidez financeira e inescrupolosa daqueles que sabendo da cada vez maior eminência da extinção procuram disso tirar dividendos. 
O artigo que se segue realça isto.
De acordo com o seguinte artigo públicado no jornal "O Globo":
"População do tubarão branco sofre declínio"
Publicada em 23/02/2010 às 23h48m
(Ver artigo original clicando nesta ligação)
RIO - Injustamente aprisionados no inconsciente coletivo como máquinas de matar, os tubarões vivem uma realidade bem diferente.
Há dois anos, um estudo da União Internacional para Conservação da Natureza (UICN) estimou que um terço das 64 espécies de tubarão em todos os oceanos estava ameaçada de extinção.
Agora, um novo estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Stanford, revela que o Grande Tubarão Branco, o vilão dos filmes de Steven Spielberg, é uma das espécies mais ameaçadas do mundo, tendo atualmente uma população estimada em apenas 3.500 indivíduos - 90% menos que há 20 anos.
Contra esses animais, pesam a sobrepesca, e também a antipatia da população, como ressalta uma pesquisa feita no Brasil sobre o consumo de sua carne e iguarias.
Imagem impede solidariedade
No estudo feito em Stanford, divulgado durante a reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS,em na sigla em inglês), em San Diego, os pesquisadores analisaram um grupo de 150 tubarões brancos, marcados e monitorados por satélite.
Durante muito tempo, acreditava-se que esses animais eram raros, mas ainda não ameaçados de extinção, já que diversos grupos eram vistos em diversas regiões do planeta.
" As pessoas parecem não se preocupar com os tubarões, tomando-os como assassinos dos mares, mas essa não é a realidade "
- A marcação mostrou que, na verdade, os grupos que estavam sendo avistados eram os mesmos grupos marcados - afirmou Ronald O'Dor, um dos pesquisadores envolvidos no Censo da Vida Marinha, estudo internacional para mapear a biodiversidade dos oceanos.
A partir dessa constatação, e usando estimativas sobre populações, os pesquisadores chegaram ao número, aproximado, dos tubarões brancos existentes.
 Tais animais, que sofreram uma redução de 90% em vinte anos, são ameaçados pela sobrepesca, quando não ficam presos em redes de arrasto ou batem em navios de grande porte ou em pesqueiros.
- As pessoas parecem não se preocupar com os tubarões, tomando-os como assassinos dos mares, mas essa não é a realidade - garantiu O'Dor.
Essa mesma percepção levou o Instituto Aqualung a realizar uma pesquisa nacional sobre o compor$do consumidor brasileiro e sua percepção desses animais.
- O problema de fazer campanhas em defesa do tubarão é que ele não é um panda - garante o biólogo marinho Marcelo Szpilman, do Instituto Aqualung.
 - Embora esteja no topo da cadeia alimentar e seja muito importante para o equilíbrio do ecossistema marinho, as pessoas, em geral, não se solidarizam com ele, como o fazem com os golfinhos e os pandas.
Conduzida durante o ano passado - em 1.400 entrevistas feitas em feiras livres, restaurantes, peixarias e supermercados -, a pesquisa mostra que 6% dos cariocas consomem carne de cação, contra 69% dos paulistas.
Questionados sobre o consumo de barbatanas de tubarão (nadadeiras, na verdade), nenhum carioca afirmou fazê-lo, contra 17% dos paulistas que admitiram o consumo.
Para os realizadores da pesquisa, o fato de São Paulo ter uma grande população oriental talvez explique a diferença.
- Na China, há milênios, as barbatanas de tubarão servem para fazer sopas, que sempre foram consideradas símbolos de status, como o caviar.
Só que de vinte anos para cá, com a globalização, a classe média chinesa aumentou em 300 milhões de pessoas.
E elas também querem consumir sopa de barbatana.
 E aí criou-se uma demanda que o mercado chinês não conseguiu atender, gerando um mercado internacional de barbatana, que muitas vezes funciona na ilegalidade.
Cartilagem é usada em pílula
A pesquisa do Instituto Aqualung mostra que ainda é baixo no Brasil o consumo de cápsula de cartilagem de tubarão (89% das pessoas disseram não fazê-lo).
O remédio é bastante popular nos países orientais por causa da crença de que ela tenha propriedades antitumorais e atuem contra o câncer. Essa demanda também contribui para a pesca excessiva dos tubarões.
- Só que isso é uma balela.
A cartilagem, de fato, possui essa substância, mas não há nenhuma prova científica que ela possa atuar contra o câncer - afirma Szpilman.
O estudo ressalta também a diferença - nenhuma - entre cação e tubarão, muitas vezes usada, segundo os pesquisadores, para justificar o consumo.
- Muitas pessoas dizem que consomem cação, mas não tubarão.
 Mas é tudo a mesma coisa.
No Brasil, se diz que cação é o tubarão menor e tubarão é o animal maior.
A sabedoria popular, porém, traz a melhor explicação.
Como dizem os pescadores, "quando a gente come, é cação.
Quando ele come a gente, é tubarão - diz Szpilman.
Artigos Relacionados:
Grupo:Stop Dogs being used as sharkbait-Facebook
Tubarão - Wikipedia
(O Tubarão) - Espécies marinhas ameaçadas

31 comentários:

Borboleta com asas disse...

Não tenho palavras, apenas fico mais triste :(

Anónimo disse...

Isso o que fizeram com o cachorro é uma coisa horrivel e muito cruel.

Anónimo disse...

Para que fazer isso com o pobre animal? Em vez de usar o cachorro como isca por que não usa uma parte do próprio corpo?

SERGIODAUDE disse...

É gente que não tem escrúpulos; gente que vê os animais como coisas.....gente sem qualquer tipo de coração....

Anónimo disse...

ESSES "SERES DOENTES" QUE SÃO CAPAZES DE TER UMA ATITUDE COMO ESTA, DEVERIAM PASSAR PELO MESMO PROCESSO PARA VER O QUANTO DEVE SER TRISTE E DOLORIDO PASSAR POR UMA TERRÍVEL E ASSUSTADORA SITUAÇÃO DESSAS. SERES DESPREZÍVEIS E SANGUE NAS VEIAS É QUE SÃO CAPAZES DE ATOS COMO O RELATADO NESTA REPORTAGEM. DIGO, COMO TODA A CERTEZA.... CADA VEZ MAIS DESPREZO O SER HUMANO E AMO OS ANIMAIS, PORQUE ELES POSSUEM DENTRO DE SÍ ALGO QUE O HUMANO NUNCA TEVE E ACREDITO QUE NUNCA TERÁ ... AMOR INCONDICIONAL.

Anónimo disse...

Nossa estou com o caração partido, é como diz no comentario, ao pensar no tubarão , muitos não sentem pena por saber que ele é um predador , mas já acho uma crueldade maltratarem tanto a especie, mas em relação ao cãozinho indefeso, que covardia imensa.é esse o final dos tempos, mães matam filhos, filhos matam pais, o que será de nós daqui uma decada ?

Anónimo disse...

covardia imensa!!!!!!!!! esses tipos de pessoas tinham que pedir muito perdão a DEUS , que somente o poderoso pode perdoar uma pratica tao cruel, pois qualquer ser humano , cadeia é pouco pra esses assassinos.

mateus marques disse...

Olha primeiramente parabéns pelo blog,eu estou te seguindo se puder retribuir,meu blog fala do mar em geral,num todo,coloquei essa materia mas dei os créditos pro seu blog,obrigado.

SERGIODAUDE disse...

Obrigado amigo Mateus pelo seu comentário

Anónimo disse...

bando de filho da puta sem dó

Anónimo disse...

nao tenho nada a dizer so fico triste

Anónimo disse...

MEU DEUS!! que horror.. como eles são capazes de fazer uma coisa dessa? eu fico muito triste com isso! =/

Parabéns pelo blog!

Anónimo disse...

ta na cara que é fake ne galera, nao tem sangue na boca do cachorro nem na mao do "pescador" e a pesca do tubarao é feita no arpao essa do cachorro servir de isca,é mto sensacionalista pro meu gosto.
acho que a pesca predatoria de tubaroes um crime gravissimo,
vamo abrir o olho sim, mais sem fazer uma afronta a inteligencia alheia!

Anónimo disse...

Como é possível que haja pessoas que façam tal coisa a um animal !!??

Anónimo disse...

ai agora eu chorei ..sério...fiquei chocado!...que mundo é esse que vivemos..?:..me diz...:( !

Anónimo disse...

Caralho bando de seres limitados, isso eh fake porra.
E nego fica morrendo de pena do cachorro, mas nao consegue enxergar as verdadeiras vitimas dessa merda constante, os tubaroes.
Seria cruel sim com um cachorro fazer isso (obvio), se fosse verdade claro, mas os TUBAROES seus viadinhos enrustidos, estao em EXTINÇAO, nao os cachorros.

Anónimo disse...

eu tenho NOJO desse tipo de pessoa. NOJOO !!

Anónimo disse...

que absurdo , pessoas assim deveriam ser colocados no lugar destes pobres animais

Genaro disse...

Bando de ignorante, puro FAKE. O cachorro nunca iria servir de isca... A pele da boca iria rasgar, não tem sangue, só a força da água arrancaria o anzol...

Como pode, a ignorância é a mãe de todos os erros humanos, mentes medíocres que acreditam em tudo o que vêem, sem questionar, sem pensar. Bitolados, escravos da mídia....

Pobres diabos...

Anónimo disse...

seres humanos decepcionando cada vez mais :/
tenho pena desses pequenos animais indefesos, são muito melhores que a gente!

Anónimo disse...

Nossa... que merda quero que eles enfie o anzol no cu ..para aprender a pescar direito .....

hate usa disse...

MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS MALDITOS

Anónimo disse...

É anonimo eles sao um bando de filha da puta quem faz isso nao devia ir pro ceu e sim pro inferno eu queria que eles tivessem na pele do cachorro pra ve se eles iam gostar eu to chorando de tristesa de ve uma coisa como essa seus fi do caralho devia pegar prisao perpetua por isso seus SEUS BANDO DE FIHLAS DA PUTA eu queria que issi fosse feito com alguem da familia deles BANDO DE INCONPETENTES E VAGABUNDOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Neto disse...

Procure pesquisar mais antes de vomitar qq coisa na internet, o cão da foto teve apenas uma acidente com um anzol de pesca.

SERGIODAUDE disse...

Amigo Neto há um link para o video onde aparece esse cachorro : http://www.30millionsdamis.fr/acces-special/web-tv/agir/jugement-a-la-reunion.html .... não sei se se deu ao trabalho de o ver... e há também dois links nesta página no inicio do artigo que referenciam dois artigos sobre o caso publicados nos jornais "The Sun " e num jornal sueco Aftonbladet"

Anónimo disse...

Sergio, parabéns pelo blog. Esta matéria é triste demais mas temos que botar a boca no trombone.
Abraços

Anónimo disse...

covardia nao vale seus viados

Anónimo disse...

uma hora eu vo ranca o pau desses cara e vo usa de isca pra piranha ai eles vão ver oque é bão pra tosse.

Carol disse...

Caroline xavier

Fiquei muito chocada.... E surpresa por saber que ainda continua e que ninguém tem força para fazer isso parar!!!!!!!!!!!!!
O meu consolo é saber que DEUS não dorme e muito menos cochila!!!!!!!

Rui Palmela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Palmela disse...

Esses comentadores que dizem que é 'fake' e chama de veados ou imbecis a quem vê e acredita nessa imagem do chachorro com o anzol no focinho, devia experimentar a mesma coisa na sua boca para ver se sua teoria está certa.

Enviar um comentário